HP Technology at Work

The must read IT business eNewsletter
Assinar

A internet daqui 40 anos: aonde vamos agora?

A internet daqui 40 anos: aonde vamos agora?

Outubro 2009

Não há nenhuma dúvida de que a internet foi o único desenvolvimento tecnológico mais influente das últimas décadas. No começo simples das redes por comutação de pacotes dos anos 60 até a incorporação pelo exército dos EUA como ARPANET e o sistema de quadro de avisos Usenet dos anos 80 e, por fim, a plataforma de compartilhamento de informações que conhecemos hoje, a internet mudou irreversivelmente a forma como vivemos e trabalhamos hoje. Ela fornece novos meios de comunicação entre as pessoas, para consumidores adquirirem mercadorias e serviços, e empresas, promover e vender seus produtos.

Como o mundo completa seu "aniversário" de 40  anos, é interessante não só olhar para trás para vermos quanto avançamos, mas também especular em que direção podemos estar caminhando. Como esse fenômero continuará se desenvolvendo no futuro e quais tipos de alterações podemos esperar nas próximas décadas?

Da ficção científica até a paz mundial

Uma pesquisa com o título 2008 Pew Internet Project de especialistas em tecnologia e analistas sociais apresentou oito conjuntos de perguras sobre o status e o impacto da internet em 2020.1 Among the quantitative results from the expert group:

  • 77% disseram que o dispositivo de computação móvel (o smartphone) com mais poder de computação significativo será a principal plataforma de conexão de internet global.
  • 64% são favoráveis à ideia de que, em 2020, as interfaces do usuário apresentarão opções avançadas de toque, conversação e digitação, e alguns ainda arriscaram dizer mais uma opção: "pensamento".
  • 56% concordaram que, em 2020 "poucas linhas dividirão o tempo pessoal do profissional, e que isso está OK".
  • Mais da metade (55%) concordaram que muitas de nossas vidas serão tocadas em 2020 por mundos virtuais, mundos espelhados e realidade aumentada.
O lado escuro do processo

Mas o futuro da internet não é apenas um mar de rosas. O autor e professor de direito da Faculdade de Direito de Harvard, Jonathan Zittrain, é um dos vários que adverte que o grande crescimento da internet tem apresentado novas e grandes ameaças à privacidade e à segurança pessoal.

No seu livro de 2008, The Future of the Internet and How to Stop It (O futuro da internet e como pará-lo), Zittrain avisa:"se os problemas piorarem e o medo se espalhar, usuários comuns não irão além de preferir alguma forma de bloqueio, e as agências reguladoras acelerarão esse processo. Por sua vez, esse bloqueio abre a porta para novas formas de controle e supervisão regulamentares".2

E apesar de a internet estar sendo aclamada em alguns círculos como a próxima etapa para a paz mundial, muitos especialistas duvidam que um mundo conectado com maior acesso às informações possa fazer mais por essa causa. Quando perguntados se, em 2020, a tolerâncial social terá avançado bastante devido em grande parte à internet, 56% dos entrevistados da pesquisa da Pew responderam que não.

Veja comoo professor Jeremy Shapirode teoria social crítica da Universidade de Fielding coloca isso: "Talvez, na elite conectada, haverá menos disputa, mas aqueles que arregaçam as mangas  e colocam a mão na massa continuarão fazendo isso".

Portanto, como podemos aproveitar a internet para o bem, e não para o mal?

Não há nenhuma dúvida de que a internet continuará afetando as nossas vidas de maneiras poderosas e, talvez, inesperadas. Como podemos garantir que o impacto será positivo?

De acordo com Zittrain, "os desafios fundamentais para aqueles que criaram e têm mantido a internet são reconhecer as deficiências cruciais em uma estrutura de rede e terminal que tenha outrora funcionado muito bem por muito tempo, para se entender as alternativas à medida que o status quo evapora e criar formas de promover o sistema para um futuro que aborde os problemas reais que estão forçando a mudança, além de preservar os elementos que mantemos".

A HP está construindo sua própria marca no futuro da internet. A partir de iniciativas como o projeto Semantic Web para ferramentas como o i-catcher, a HP está ajudando as organizações a encontrar formas novas e melhores de comunicação com seus públicos-alvo. Para mais informações sobre as contribuições da HP para o futuro da internet, visite o site do HP Labs.

1 The Future of the Internet III (O futuro da internet). Pew Internet and American Life Project, dezembro de 2008. Pesquisa disponível para download em: http://www.elon.edu/docs/e-web/predictions/2008_survey.pdf

2 The Future of the Internet and How to Stop It (O futuro da internet e como pará-lo). Jonathan Zittrain, Yale University Press, 2008. O livro está disponível para download em uma licença de Atribuição para uso não-comercial, com compartilhamento pela mesma licença 3.0 da Creative Commons: download de versão em PDF

 

 

Assinar

Popular tags

Artigos mais lidos

Tecnologia @ Negócios

Contact Us
Search archive
Customize your content