HP Technology at Work

The must read IT business eNewsletter
Assinar

O que são redes sociais?

O que são redes sociais?

Abril 2010

Introdução às redes sociais.
Sites como o Facebook e o Twitter estão por toda a parte, atualmente. Você ouve falar em tweets e em postar em murais e fica se perguntando se o mundo das redes sociais é para você. Esta breve explicação irá ajudar você a entender o que são redes sociais. Depois, apresentaremos você às redes sociais online Facebook e Twitter, juntamente com instruções de como começar a usá-las e como se manter seguro. Vamos lá!

O que são redes sociais?
Grosso modo, redes sociais são um meio de se conectar a outras pessoas na internet. Os sites de redes sociais geralmente funcionam tendo como base os perfis de usuário - uma coleção de fatos sobre o que um usuário gosta, não gosta, seus interesses, hobbies, escolaridade, profissão ou qualquer outra coisa que ele queira compartilhar.

Geralmente, esses sites oferecem vários níveis de controle de privacidade. Por exemplo, o Facebook permite que outras pessoas encontrem o seu perfil, procurando pelo seu nome ou endereço de email, mas você pode proteger as informações particulares do seu perfil de qualquer um que você não tenha aprovado especificamente. No Twitter, você pode definir que suas atualizações sejam particulares, podendo ser vistas apenas pelas pessoas que você aprovar.

O objetivo das redes sociais é juntar um grupo de pessoas com quem você esteja interconectado por um ou mais fatores.

Algumas redes sociais estão montadas especificamente ao redor de interesses especiais. Esses sites existem para compartilhar experiências, conhecimentos e formar grupos sobre tópicos específicos.

Redes sociais: por que se incomodar?
Definir o que são redes sociais é fácil. Geralmente, a pergunta que as pessoas que não estão usando essa tecnologia realmente se fazem é "por quê?". A maioria das pessoas que se envolve com o Facebook e o Twitter veem benefícios tangíveis (e alguns intangíveis). Quando você cria uma rede social, elas tendem a funcionar muito com as redes de relacionamentos no mundo real. Você vê notícias, discute problemas do trabalho e da vida particular, compartilha suas ideias e tem acesso a experiência e expertise a que não teria acesso de outra forma.

Contatos são contatos, estejam eles online ou no "mundo real". A velha frase "não é o que você sabe, mas quem você conhece" é verdadeira - quanto mais pessoas você conhecer, melhor. Talvez aquele seu velho amigo do ginásio esteja começando um novo negócio e precise da sua expertise. Definitivamente, conhecimento é poder.

Abrir uma conta no Facebook é realmente fácil, e não deve demorar mais do que alguns minutos para fazer a configuração inicial. Acesse a página inicial do Facebook e siga as instruções

Twitter: aspectos básicos
O Twitter confunde mais as pessoas do que o Facebook. Ele parece realmente pouco intuitivo: como dizer qualquer coisa em apenas 140 caracteres? A ascensão meteórica da popularidade do Twitter é uma boa indicação que de é possível se comunicar bem, mesmo com tão poucas palavras. De fato, a Nielsen.com afirma que o Twitter tem um crescimento mensal de 1.382%.

O Twitter foi fundando em 2006 por Jack Dorsey e, sendo um serviço tão novo, tem um grande contingente de fãs ardorosos. O microblogging (pequenas entradas de blog com apenas um pensamento ou evento) cresce em popularidade pelo mesmo motivo, em parte, pelo qual o Facebook também se torna mais popular: a sensação de comunidade.

É necessário pouquíssimo tempo para fazer uma atualização de 140 caracteres e compartilhá-la com amigos e contatos. E demora muito pouco para eles fazerem o mesmo. Saber o que as pessoas estão fazendo, pensando e lendo cria novas definições de comunidade.

E não é só isso: o Twitter é um jeito ultrarrápido de disseminar notícias ou informações importantes. Os posts no Twitter são chamados de tweets, e, quando você retransmite um tweet, ele se torna um retweet. Essa funcionalidade permite que você compartilhe o que é importante para você simplesmente clicando em alguns botões.

Hash tags (tags precedidas de "#") representam um tópico no Twitter. Por exemplo, programas de TV populares terão hash tags quando as pessoas fizerem comentários em tempo real, enquanto o programa estiver no ar. Se você estiver assistindo a um programa chamado 24, por exemplo, e quiser conversar sobre ele com outras pessoas que também estiverem assistindo, poderá seguir os comentários no Twitter, procurando por #24.

O léxico do Twitter O Twitter tem o seu próprio vocabulário. Aqui estão alguns dos termos mais comuns:
  • Tweet: Uma atualização/post de 140 caracteres ou menos no serviço do Twitter.
  • Retweet: Retransmitir um tweet de um contato para a sua própria lista de contatos.
  • Hashtag: O uso do sinal da tralha (#, chamado em inglês de "hash") antes de um tópico no seu tweet. Por exemplo, você usaria a hashtag #houstonrockets ao falar tweetar sobre o time, para que outros torcedores possam achar seu tweet facilmente.
  • Tweeps: Pessoas que usam o Twitter e que você segue em mais de uma rede social (por exemplo, alguém que seja seu contato no Facebook e no Twitter).
  • Twitosfera: A comunidade total de tweeters.
  • @nomedeusuário: É assim que você faz um link para um usuário específico no Twitter. @stephenfry, por exemplo, é o link para a conta do popular comediante britânico Stephen Fry.
  • DM: Sigla para Mensagem Direta (Direct Message). Você pode enviar uma mensagem particular para outro usuário, digitando "d nomedeusuario" (sem as aspas).
Abrir uma conta no Twitter é mais fácil do que no Facebook e não deve demorar mais do que alguns minutos para fazer a configuração inicial. Acesse a página inicial do Twitter e siga as instruções

Como as empresas usam o Facebook e o Twitter
Mesmo que isto seja uma breve apresentação, é importante você saber como as empresas e marcas estão usando esses serviços para conseguir audiência. Esse tipo de marketing social funciona porque ele se apoia em construir uma comunidade, o que tem aspectos bons e ruins para o cliente. Vejamos quais são esses aspectos.

Aproveitando ao máximo os relacionamentos da marca Quando você entra numa página de fãs de uma marca no Facebook (a Campanha Dove pela Real Beleza é muito popular, só para citar uma), você pode ter grandes benefícios. Frequentemente, o pessoal do marketing usa páginas de fãs e contas do Twitter para pedir opiniões das pessoas sobre produtos. Como você usa o produto? O que você faria para deixá-lo melhor? Qual é o maior problema dele? É uma grande oportunidade de se fazer ouvir em um ambiente em que as marcas falam diretamente com as pessoas. Se fizerem essas perguntas para você, tente separar um tempo para responder, para que você possa falar sobre seus produtos favoritos.

Outro grande "efeito colateral" do marketing social no Facebook e no Twitter é a oferta especial. As empresas com frequência tweetam ofertas especiais que não estão disponíveis em outro lugar, dando uma oportunidade de ouro para fazer um negócio que mais ninguém vai fazer. Ou você pode se tornar um fã do seu restaurante local favorito no Facebook e receber avisos de happy hours especiais para fãs ou outros eventos.

Como o mundo das redes sociais se baseia em construir relacionamentos, as marcas realmente querem fazer um esforço para fidelizar os clientes. Clientes insatisfeitos que tiverem muitos contatos podem se tornar o pesadelo das relações públicas, de uma hora para outra. Basta navegar em um site de defesa do consumidor, como o Consumerist, se você duvidar do poder de um consumidor enganado.

Quer ver o que a HP faz no Facebook e no Twitter? Veja a página de fãs da HP no Facebook ou veja as últimas notícias da HP seguindo @HPNews no Twitter.

Não deixe a marca fora do gancho Para ter todos os benefícios oriundos de estar envolvido ativamente em comunidades de fãs de marca e contas de Twitter, ainda há algumas questões importantes. Empresas inescrupulosas podem tentar usar informações particulares de modo errado, vendendo-as para scammers. Se você suspeitar que isso aconteceu com você, não hesite em avisar o suporte do Facebook ou do Twitter.

E se a marca em si acabar sendo um spammer? Geralmente, as marcas não entendem como se relacionar no espaço social, e acabam se tornando fontes de incômodos e spams para o consumidor. Se você receber várias mensagens por dia só com promoções, sem nenhum conteúdo, sinta-se livre para romper os laços com a empresa imediatamente.

Popular tags

Artigos mais lidos

Tecnologia @ Negócios

Contact Us
Search archive
Customize your content